Você verá que a emoção começa agora...
Agora é brincar de viver!
(Guilherme Arantes)





terça-feira, 1 de setembro de 2015

VIDA BOA NA BAÍA DE CAMAMU.

Esse é um dos clics da Ilha do Goió, um lugar mágico, tranquilo e que a gente adora.

DSC01491

DSC01455

Pela manhã uma caminhada em volta da ilha é uma ótima pedida para começar o dia.

DSC01458

Já na Ilha do Sapinho em frente ao Goió, existe uma pequena vila.

DSC01464

Uma única rua de areia com várias casinhas simpáticas.

DSC01465

DSC01466

Os pés de cacau estão espalhados entre as casas, da vila.

DSC01462

E estão carregados desta fruta deliciosa.

DSC01467

O Fernando doidinho que estava pra comer guaiamum, foi lá escolher os seus…

DSC01469

A minha parte eu quero em pirão…

DSC01473

Que aliás, o melhor pirão… delicioso!

DSC01476

Fernando se fartou de guaiamum.

DSC01480

E para a sobremesa, docinhos caseiros feitos a base de frutas… banana, cacau, caju, côco e assim vai.

Tudo isso na Ilha do Sapinho, no Restaurante do Jáu, na verdade, os restaurantes aqui são todos da mesma família… dos filhos do Seu João que são 5, todos albinos, Jadilson, Jenilson, Jeferson e Josiane (falta um que também começa com J, mas eu só sei o apelido… kkkkk… o Gordo) … ou ainda seus respectivos apelidos Jáu, Bengo, Jefinho, Buíca e Gordo. São todos muito simpáticos e acolhedores, bons de conversa… passamos boas horas a jogar conversa fora bebericando uma cervejinha nas mesas do restaurante com vista pra nossa ancoragem.

DSC01492

Aí está… a esquerda Ilha do Goió e à direita, Ilha do Sapinho.

DSC01482

Choppinho aproveitando as caminhadas matinais no Goió.

DSC01495

Se refrescando… ele adora molhar a barriguinha na água.

Gente, olha só! O Comandante não satisfeito com o tamanho da nossa aventura, resolveu me convidar para ir à praia a noite, na Ilha do Goió, deserta, fazer fogueira, tomar um vinho e comer uns queijinhos… e eu disse – Ai Fer, será que não tem perigo? Sei lá, alguns bichos…
E olha o que eu tive que ouvir – Minha mulher não me acompanha mais nas minhas aventuras…
Ah tá, eu não acompanho? respondi rindo, rsrsrsrs … então lá fui eu… kkkk… só por Deus mesmo.

DSC01503

DSC01504

E olha a gente ai! Acabou sendo divertido, mas a cada barulhinho eu ficava com medo… rsrsrsrs.

DSC01506

Tomamos um vinho, o Fer fez fogueira, jogamos conversa fora, demos risadas, fomos devorados pelos maruíns (uns mosquitinhos minuscúlos), mas pronto… mais uma história pra contar. Esse meu Comandante, me apronta cada uma, mas certamente se não fosse a insistência dele, talvez eu não viveria tantas experiências inusitadas e especiais como esta!

DSC01510

Também tem trabalho nessas paradas, um vasamentinho aqui, um reparo ali, uma faxina acolá… e assim vai.

DSC01516_A

Fernando inquieto que é, descobriu conversando com os locais, que atrás do Goió tem “chumbinho”, umas conchinhas bem pequenas que servem pra fazer um tira-gosto delicioso que a gente adora, mas pra pegar as tais conchinhas teria que ser na maré baixa, as 6h30 da manhã… e lá vamos nós! Vocês estão vendo a seta na foto? Então… é o Fernando catando conchinhas lá no meio… ai meu Deus!

DSC01511

Ele adora ficar todo sujo de lama e principalmente buscar a própria comida nos lugares e das maneiras mais inusitadas que vocês podem imaginar. Nessas horas ele é a felicidade em pessoa… kkkk.

DSC01523

Os amigos do Veleiro Petit Prince e o Seu João se juntaram a ele.

DSC01533

O Choppinho estava solto curtindo a liberdade ao correr pelas areias da praia… descuidei e ele sumiu, quando vi, esse maluquinho disparou nessa lama e correu pra todo lado passando pelas poças d’água e levantando lama pra todo lado… ai ai ai!

DSC01519

Olha o resultado… feliz e imundinho!

DSC01545

Agora chegou a minha parte, preparar as conchinhas… ai vai a dica – Deixe as conchas descansando em água salgada e limpa, troque várias vezes durante pelo menos umas 2 horas, elas vão se mexendo e expelindo aquela areia que se acumula dentro da concha. Depois disso, lave bem e coloque em uma panela sem nada (seca), ligue o fogo e tampe a panela, em poucos minutos as conchas se abrirão e soltarão um caldo, acrescente uma boa colher de manteiga, uma quantidade de cebola, alho e tomate sem semente picadinhos bem miudinhos, mexa bem e pra finalizar coloque salsinha e cebolinha. Ta pronto!

DSC01548

Tira-gosto perfeito pra acompanhar uma cervejinha gelada… é uma delícia ficar lambendo essas conchinhas. Ah… elas são naturamente picantes. Vale a pena tentar!

DSC01551

Pra fechar esse dia com chave de ouro… um maravilhoso pôr do sol na Ilha do Goió!
Até a próxima amigos!

2 comentários:

Mauricio disse...

que deliciaaaaaaa.... só consegui entrar agora no blog, pois nao lembrava minha senha....kkkkkkkkkkk

vani lamberti disse...

Muito fixi!!!!!
Olha fiquei preocupada com esses mosquitinhos, picando vocês a noite,
cuidado com o ZICA VIRUS, que é transmitido pelo mosquito aedes aegypti...
Beijos Mãe, sds, bjs